Header Ads Widget

Gerenciamento Financeiro no Mercado de Câmbio no Forex

Gerenciamento Financeiro no Mercado de Câmbio no Forex

Gerenciamento Financeiro no Mercado de Câmbio no Forex

O grande mercado de câmbio nesse mar financeiro refere-se à rede de indivíduos, bancos e bolsas financeiras organizadas que negociam moedas globais no mundo. A gestão cambial exige muito que seus participantes entrem no mercado para entregar e aceitar moedas a taxas de câmbio flutuantes. A partir daí, os indivíduos podem manter moeda estrangeira em reserva para efetuar pagamentos ou devolver lucros no exterior na forma de notas. O gerenciamento adequado de câmbio é responsável por essas transações, antecipando mudanças nas avaliações da moeda que afetam os resultados.

Câmbio, ou forex, é essencial para realizar negócios globais. Os consumidores devem converter a moeda nacional para fazer compras no exterior, enquanto as empresas estão preocupadas em trocar lucros internacionais por notas locais. O gerenciamento financeiro eficaz de forex minimiza esses riscos econômicos, ao mesmo tempo em que fornece fluxo de caixa para atender às despesas diárias e melhorar os ganhos. O gerenciamento de câmbio exige que você acompanhe os eventos atuais que se traduzem em taxas de câmbio flutuantes para um determinado país.

Como Funciona o Mercado de Câmbio ou Forex?

O mercado de câmbio ou como é mais conhecido, mercado forex é o mercado onde as moedas são negociadas. O mercado cambial é o maior mercado financeiro do mundo, onde trilhões são negociados diariamente. É o mais líquido entre todos os mercados do mundo financeiro. Além disso, não existe um mercado central para a troca de moeda no mercado cambial. É um mercado OTC. O mercado de câmbio está aberto 24 horas por dia, cinco dias por semana, com todas as principais moedas negociadas em todos os principais centros financeiros. 

Os mercados de câmbio podem ser considerados como uma ligação de bancos, corretores não bancários e corretores e corretores de forex, todos conectados por meio de uma rede de telefones, terminais de computador e sistemas automatizados de negociação. Electronic Broking Services e Reuters são os maiores fornecedores de monitores de tela de cotação usados ​​em moedas de negociação. O mercado forex consiste em três segmentos principais: Australásia, Europa e América do Norte. A Australásia inclui os principais centros comerciais do Bahrein, Sydney, Tóquio, Hong Kong e Cingapura. A Europa inclui Zurique, Frankfurt, Paris, Bruxelas, Londres e Amsterdã. A região da América do Norte inclui Nova York, Montreal, Toronto, Chicago, São Francisco e Los Angeles.

Mercados de moeda estrangeira e gestão de risco: A dinâmica dos mercados e negócios de moeda estrangeira é bastante intrigante. Para começar, os mercados são voláteis e arriscados. No entanto, eles também apresentam paradoxos de risco-retorno interessantes. Ironicamente, os revendedores nos mercados parecem adotar esses recursos. 

Mercado do Banco Central ou Interbancário: O mercado de câmbio interbancário refere-se a estruturas formais e organizadas postas em prática pela autoridade monetária, como o Banco Central, para realizar negociações, transações e negócios em moedas estrangeiras. Esse mercado é conhecido como mercado de câmbio interbancário.

Em alguns países, como a Nigéria, a condução das transações cambiais neste mercado é guiada pelo sistema de leilão holandês por atacado. Sob este sistema, os negociantes autorizados fazem ofertas de câmbio sob os auspícios do Banco Central todas as semanas. O Banco Central vende câmbio apenas para os bancos com os lances vencedores em suas taxas de oferta. Os perdedores seriam os bancos cujos lances não tiveram sucesso. Na maioria dos casos, os movimentos das taxas seguem a especulação sobre a quantidade de câmbio que o Banco Central provavelmente gostaria de oferecer para venda no mercado.

Considerações de Riscos e Estratégias no Mercado de Câmbio

Além de comprar e vender mercadorias, as moedas podem ser negociadas para ganho financeiro. O gerenciamento de câmbio analisa os registros econômicos de países em potencial - para descobrir e comprar moedas subvalorizadas. O objetivo é manter essas notas até que as taxas de câmbio melhorem para refletir desenvolvimentos favoráveis, como fortes relatórios nacionais de emprego e déficits orçamentários em queda. Essa negociação aumenta a lucratividade e o poder de compra da moeda.

Mudanças adversas nas avaliações da moeda podem se traduzir em perdas. Por exemplo, os exportadores perdem vendas quando as taxas de câmbio locais se fortalecem. Nesse ponto, os bens exportados tornam-se mais caros para os compradores estrangeiros. Além disso, as empresas que detêm grandes reservas cambiais também perdem poder de compra em casa quando os valores da moeda doméstica se valorizam. A administração cambial pode usar diversificação e derivativos de moeda para gerenciar riscos e preservar lucros. Os investidores menores podem optar por diversificar com fundos mútuos de acordo com a geografia. Por exemplo, os altos custos das commodities podem levar o Japão à recessão econômica, enquanto os fundos mútuos que investem na Rússia rica em recursos estão ganhando dinheiro. Os derivativos de moeda são comprados para estabelecer taxas de câmbio predeterminadas por períodos definidos.

Postar um comentário

0 Comentários